Vol.  36,  n.o 3 (144),  Jul-Set  2016
 
Categoria ?
Is this ‘it’? An outline of a theory of depressions
Fernando J. Cardim de Carvalho

 A crise iniciada nos Estados Unidos em 2007 e que se espalhou pelo mundo em 2008, tem sido comparada à Grande Depressão da década de 1930. Têm em comum uma queda profunda no nível de atividade (embora na intervenção dos anos 2010s o governo tenha sido capaz de conter a queda antes que alcançasse as dimensões da década de 1930), seguida de um período em que a recuperação é incerta e frágil, como tem sido cada processo, tanto nos EUA como na Europa Ocidental. O artigo descreve uma teoria da depressão que compreende dois aspectos. A teoria baseia-se nas contribuições teóricas de Keynes, Fisher, Minsky e Leijonhufvud, propondo que o conceito de "corredor de estabilidade" pode ajudar a explicar como um choque agregado adverso inicial pode levar a uma espiral contracionista, onde a deflação da dívida é o principal mecanismo para explicar o movimento descendente da economia e por isso deve-se esperar um período de recuperação fraco e volátil para segui-lo.

 The crisis initiated in the United States in 2007, and spread worldwide in 2008, has been compared to the Great Depression of the 1930s. They have in common a deep fall in the level of activity (although in the 2010s government intervention was able to contain the fall before it could reach the dimensions of the 1930s), followed by a period where recovery is uncertain and fragile, as has been the case both in the US and in Western Europe. The paper outlines a theory of depression that comprises both aspects. The theory draws on the theoretical contributions of Keynes, Fisher, Minsky and Leijonhufvud, proposing that the concept of “corridor of stability” may help to explain how an initial adverse aggregate shock may lead to a contractionary spiral, where debt deflation is main mechanism to explain the downward movement of the economy and why one should expect a period of weak and volatile recovery to follow it.

 
   
Sectoral capabilities and productive structure: An input-output analysis of the key sectors of the Brazilian economy
Nelson Marconi, Igor L. Rocha e Guilherme R. Magacho

 A complexa relação entre estrutura de produção e crescimento econômico tem sido significativamente discutida entre economistas brasileiros. Esse debate tornou-se especialmente relevante depois dos anos 2000, quando o Brasil passou por um período de crescimento originado pelo aumento das exportações de commodities, período este que contrastou com a estagnação observada nas duas décadas anteriores. Para analisar a capacidade das exportações de commodities em promover crescimento sustentado no longo prazo, este trabalho avalia a performance setorial e seus efeitos em setores relacionados nas cadeias à jusante e à montante através de matrizes insumo-produto. Essa análise gera duas conclusões principais. Primeiro, a expansão da produção agrícola e de commodities minerais exibem pouca capacidade de promover crescimento, pois esses setores apresentam baixos índices de ligação. Segundo, a análise da estrutura produtiva brasileira demonstra que setores relacionados à manufatura podem estimular outros setores, tais como serviços sofisticados, devido aos seus elevados encadeamentos com outros setores. Este estudo demonstra ainda que uma estratégia de desenvolvimento deve se beneficiar das vantagens comparativas a fim de promover uma mudança estrutural orientada pra expansão da manufatura.

  The complex relationship between production structure and economic growth has been the subject of considerable debate among Brazilian economists. This debate became especially relevant after the 2000s, when Brazil experienced a period of growth from the rise of commodity exports, which contrasted with the stagnation observed in the previous two decades. To analyse the capacity of commodity exports to generate long-term economic growth, this paper assesses this sector’s performance and its effects on related sectors in the upstream supply chain through input-output tables. These analyses lead to two main conclusions. First, expansion of agricultural and mineral commodities production exhibited little capacity to boost the economy because they have the lowest linkage indices. Second, the analysis of the Brazilian production structure demonstrated that sectors related to manufacturing can stimulate other sectors, such as sophisticated services, because of their high linkage effects on other sectors. This study also demonstrates that a development strategy should take benefit of comparative advantages in order to reach a structural change oriented toward expanding manufacturing.

 
   
A reconstrução da indústria brasileira: a conexão entre o regime macroeconômico e a política industrial
Luiz Carlos Bresser-Pereira, André Nassif e Carmem Feijó

 Este artigo, de cunho eminentemente analítico, mostra que no âmbito da política macroeconômica, é necessária consistência entre as políticas monetária, fiscal, cambial e salarial para viabilizar taxas de juros reais médias inferiores às taxas de retorno médias sobre o capital, taxas de câmbio reais competitivas (em torno da taxa de “equilíbrio industrial”) e taxas de salários que evoluam de acordo com o crescimento da produtividade, condições para que se assegure o crescimento econômico sobre bases sustentáveis. Já com respeito à política industrial, é preciso perseguir estratégias de diversificação produtiva, notadamente no setor manufatureiro e nos segmentos tradable do setor de serviços, mediante a identificação de prioridades estratégicas tanto nas cadeias produtivas, segmentos e setores próximos à base de vantagem comparativa preexistente, como naqueles mais próximos à fronteira tecnológica internacional. Embora os argumentos analíticos favoreçam a estratégia de diversificação produtiva, esta não deve ser confundida com semi-autarquia, o que significa que as cadeias e setores que não sejam foco da política industrial devem ter alíquotas de importação zero ou próximas de zero.

 This paper is predominantly analytical. Concerning the macroeconomic regime, we propose more consistency between monetary, fiscal, exchange rate and wage policies. Such consistency is to provide sustainable long-term economic growth with structural change. Also, it is to make it feasible to not only maintain average real interest rates below the average real return rates on capital, but also competitive real exchange rates (i.e. marginal undervalued real exchange rates) and real wages that increase in step with productivity growth. This will help guarantee sustainable economic growth. As for industrial policy, theoretical and empirical evidence suggests the need to pursue strategies that diversify production, especially within the manufacturing sector as well as within tradable segments of the service sector. Although theoretical arguments are favorable to strategies that diversify production in countries that did not manage to catch up with developed countries, such strategies should avoid semi-autarky policies, which means that production chains, segments and sectors that are not the focus of industrial policy should have zero import tariffs, or close to zero.

 
   
Acumulação e rentismo: resgatando a teoria da renda de Marx para pensar o capitalismo contemporâneo
Leda Maria Paulani

 Se investigarmos a literatura crítica de extração marxista dos últimos anos, perceberemos a recorrência de alguns temas que são indicativos da forma contemporânea de operar do sistema capitalista (mercadoria conhecimento, valor agregado pela marca, financeirização). Apesar de aparentemente desconexos, os fenômenos aí envolvidos podem ser conectados teoricamente com o auxílio da teoria da renda de Marx, que aparece desenvolvida na seção VI do livro III de O Capital, e também nas Teorias da Mais Valia. O objetivo do presente artigo é resgatar as observações existentes nesses trabalhos de Marx para pensar a interconexão entre os fenômenos contemporâneos acima referidos e a natureza do processo atual de acumulação de capital. Procurar-se-á mostrar que o rentismo é hoje um dos traços mais marcantes desse processo.

 The investigation of Marxist literature in recent years reveals the recurrence of certain themes that are indicative of the contemporary way of working of the capitalist system (commodity-knowledge, value added by brand, financialization). Although seemingly unrelated, these phenomena can be theoretically connected with the aid of Marx’s theory of rent, as it appears in Section VI of Book III of Capital, and in Theories of Surplus Value. The purpose of this article is to rescue Marx’s observations in these works to think about the interconnectedness of the contemporary phenomena mentioned above and the nature of the current process of capital accumulation. This theoretical exercise seems to show that the rent seeking is, nowadays, one of the most striking features of this process.

 
   
Brasil: geopolítica e “abertura para o pacífico”
Raphael Padula e José Luís Fiori

 O artigo analisa a nova etapa da política externa brasileira, e em particular os desafios no seu projeto de integração sul-americana e de projeção econômica e política para o litoral pacífico. Destacam-se a dinâmica e os desafios presentes em diferentes iniciativas de integração na América do Sul, como a Aliança do Pacífico, a Integração de Infra estrutura Regional Sul-Americana e o Conselho de Infra estrutura e Planejamento Sul-Americano.

 The paper analyzes the challenges of the new stage of Brazilian foreign policy, and in particular its project of South American integration and economic forecast for the Pacific coast. It remarks the dynamics and the challenges presents in different integration initiatives in South America, especially in the Pacific Alliance, the Iniciative for Integration of Regional Infrastructure in South America and the South American Council of Infra structure and Planning.

 
   
Fiscal costs of monetary policy: indirect effects of an interest rate shock on Brazilian public net debt
Laura Carvalho, André Diniz, Ítalo Pedrosa e Pedro Rossi

 O artigo estima o custo fiscal de um aumento da taxa básica de juros da economia considerando não apenas os efeitos diretos sobre a remuneração dos títulos indexados à SELIC, mas também os efeitos indiretos que incidem sobre: (i) a remuneração dos títulos públicos indexados ao câmbio e à inflação; e (ii) o estoque da dívida líquida do setor público, através do ajuste patrimonial das reservas internacionais. As projeções se baseiam na estimação da relação entre taxa básica de juros, taxa de câmbio e inflação a partir de um modelo de vetores autor regressivos. Conclui-se que os efeitos indiretos têm impacto indeterminado sobre a taxa de juros implícita da dívida pública quando não se considera o ajuste no valor das reservas internacionais ocasionado pelo impacto da SELIC na taxa de câmbio. A inclusão desse efeito patrimonial pode amplificar substancialmente o custo fiscal de uma política monetária restritiva, indicando a necessidade de uma maior articulação entre as políticas monetária, fiscal e cambial no Brasil.

 The paper estimates the fiscal cost of an increase in the Brazilian policy interest rate – the SELIC – by considering not only the direct effect on the yield of public bonds that are indexed to the SELIC, but also indirect effects on: (i) the yield of public bonds that are indexed to the exchange rate and inflation, and (ii) the stock of public net debt through adjustments in the value of international reserves measured in domestic currency. Projections are based on the estimation of the relationship between interest rates, exchange rates and inflation by means of a vector auto-regression. We conclude that the inclusion of such indirect effects has an ambiguous effect on the response of the implicit interest rate on public net debt to shocks in the SELIC, when adjustments in the value of international reserves are not considered. However, the inclusion of the latter amplifies the fiscal cost of a more restrictive monetary policy. These results call fora better coordination between monetary, fiscal and exchange rate policies in Brazil.

 
   
The sources for orthodox and heterodox trade and industrial policies in Brazil
Jan-Ulrich Rothacher

 Ao longo dos últimos anos o governo brasileiro tem promulgado uma mistura de políticas ortodoxas e heterodoxas para o desenvolvimento econômico. Este trabalho visa testar se as ideias econômicas existentes têm sido prescritivas na formulação das políticas, ou se têm sido o resultado da "infusão de interesses privados" (Katzenstein, 1978) no processo de decisão política. Para esse efeito, o artigo traça as origens da abertura unilateral para o comércio no agronegócio e as contrasta com o processo político na indústria automobilística, onde as barreiras comerciais foram erguidas. O artigo irá identificar os canais através dos quais os atores privados informaram as intervenções do governo e mostrar que os organismos da indústria estimularam o governo. O labirinto político resultante deixou insatisfeitos tanto os representantes ortodoxos bem como aqueles da abordagem heterodoxa, e não conseguiu parar o encolhimento da capacidade manufatureira do Brasil.

 The Brazilian government has over the past years promulgated a mix of orthodox and heterodox policies for Brazil’s economic development. This paper seeks to test whether the existing economic ideas have been prescriptive in formulating the policies, or whether they have been the outcome of the “infusion of private interests” (Katzenstein 1978) in the policy making process.To this end, the paper charts the origins of the unilateral opening for trade in the agribusiness and contrasts them with the policy process in the car industry, where trade barriers have been erected. The article will identify the channels through which private actors informed the government’s interventions and show that the industry bodies have largely prodded the government. The resulting policy maze has left both the representatives of the orthodox as well those of the heterodox approach unsatisfied and has failed to halt Brazil’s dwindling manufacturing capabilities.

 
   
Fundamentos macroeconômicos nas perspectivas de Marx e Keynes: contribuições para a heterodoxia
Pedro Garrido da Costa Lima, Adriana Moreira Amado e Maria de Lourdes Rollemberg Mollo

 A necessidade de definir fundamentos microeconômicos para os modelos macroeconômicos, presente no pensamento dominante na economia contemporânea, pode ser questionada com base em diferentes abordagens teóricas. Posições como as de Marx e Keynes permitem a apreensão das ações dos agentes econômicos (grupos ou classes) como influenciadas e limitadas pelo ambiente social e macroeconômico, fornecendo visões de fundamentos macroeconômicos da microeconomia, ao invés da visão ortodoxa de fundamentos micro da macroeconomia. Essa forma de apreensão lança luz sobre diferenças de perspectivas da heterodoxia quando se trata de intervir sobre o contexto macroeconômico.

 The need to define microeconomic foundations for macroeconomic models, which is present in the mainstream thinking in contemporary economics, can be questioned on the basis of different theoretical approaches. Positions like those of Marx and Keynes permit the comprehension of the actions of economic agents (groups or classes) as influenced and limited by the social and macroeconomic environment, providing views of macroeconomic foundations of microeconomics, instead of the orthodox view of micro foundations of macroeconomics. This comprehensionsed slight on distinct perspectives in heterodox thought regarding the intervention in the macroeconomic context.

 
   
Racionalidade limitada e a tomada de decisão em sistemas complexos
Tatiana Massaroli Melo e José Ricardo Fucidji

 Este artigo tem o objetivo de apresentar o modelo comportamental de racionalidade limitada proposto por Herbert Simon para analisar o processo de tomada de decisão dos agentes em sistemas complexos, marcados pela não-ergodicidade e pelo desenvolvimento de trajetórias em aberto. O artigo apresenta a noção de escolha logicamente consistente em contraponto à análise axiomática proposta pela teoria neoclássica. Propõe o uso de modelos de simulação em computador do tipo agent-based modeling (ABM) como um instrumental adequado à análise de sistemas complexos.

 This article aims to present the behavioral model of bounded rationality proposed by Herbert Simon as a framework to analyze the process of decision-making of agents in complex systems, characterized by non-ergodicity and developing open trajectories. The article presents the notion of logically consistent choice and contrasts it with the axiomatic analysis of the neoclassical theory. It argues for the use of computer simulation models, like agent-based modeling (ABM) as a suitable tool for analyzing complex systems.

 
   
Boulevard to broken dreams, Part 2: implementation of the Polonoroeste road project in the Brazilian Amazon, and the World Bank’s response to the gathering storm
Robert H. Wade

 Esta é a segunda parte do ensaio sobre as circunstâncias que levaram o Banco Mundial a adotar normas e políticas operacionais para a proteção ambiental e dos povos indígenas no final de 1980, tal como foi traçado pela turbulenta história do projeto rodoviário Polonoroeste na Amazônia brasileira. Polonoroeste se tornou a ponta de lança onde as ONGs ambientais fizeram seu primeiro ataque ao banco por participar da destruição, em grande escala, ambientale dos povos indígenas.

 This is the second part of the essay on the circumstances that led the World Bank to embrace norms and operational policies for environmental and indigenous people’s protection in the late 1980s, as traced through the turbulent history of the Polonoroeste road project in the Brazilian Amazon. Polonoroeste became the spearhead with which environmental NGOs made their first attack on the Bank for participating in large-scale environmental and indigenous peoples’ destruction. 

 
 
         
 
     
     
 
The Brazilian Journal of Political Economy counts with the support of the following corporations:
 
   
   
Copyright © 2016
Revista de Economia Política - ISSN 1809-4538
Rua Araripina, 106 - 05603-030 - São Paulo - Brazil